sexta-feira, 4 de julho de 2008

Refrescante e não menos elegante

Por Eliza Brito
Imagens: Divulgação


Essa história de que cerveja é bebida de pobre e vinho é coisa de gente fina é pior do que a cantada "você é feito vinho, quanto mais velha melhor". Não é preciso ser um enólogo para saber que vinho nem sempre é melhor envelhecido - isso só acontece com os de guarda, na verdade. Quanto à cerveja, depois do evento de lançamento das cervejas internacionais da Ambev, realizado na última terça-feira (1º), no Atlante Plaza Hotel, não me resta dúvida de que apreciar essa bebida pode parecer simples, mas é tão agradável e elegante quanto degustar um bom vinho.

Ainda sem previsão de preços no mercado local, cervejas belgas, uruguaias e alemãs, que serão comercializadas pela Ambev no Brasil, foram devidamente degustadas durante o evento. Assim como o vinho, cada uma delas precisa de um copo específico para ser apreciada. A belga Leffe [foto 1], por exemplo, exige um copo de boca larga - que ajude a dissipar os aromas - e só deve ser utilizada em ocasiões especiais.

Também como o vinho, as cervejas podem ser harmonizadas. A deliciosa alemã Hoegaarden deve ser apreciada com defumados, pois possui raspas de laranja em sua composição. Para quem gosta das cervejas Pilsen, mais comuns e refrescantes do que as feitas com trigo, e que podem ser acompanhadas por castanhas ou carne vermelha, uma boa sugestão é a uruguaia Nortenã [foto 2]. Destaque também para a alemã Franziskaner Weissbier, que deixa um gostinho de cravo da índia na boca e deve ser degustada com peixes.

Se beber cerveja parecia deselegante, agora se tornou uma questão de classe. Mas sempre lembrando que tudo em excesso é veneno, até mesmo quando se trata de uma refrescante e perfumada Hoegaarden, sem sombra de dúvidas, a minha predileta.

7 comentários:

Amante da gastrô disse...

gosto do blog porque sei que nele vou encontrar algo diferente que não esteja igualmente explorada nos três jornais que tratam a gastronomia aqui em Pernambuco. Por favor, não decepcionem a mim e nem a mais uma porção de pessoas que lêem seus textos com esse mesmo próposito. Está na hora de começar a vocês nãose entregarem ao que entregam as assessorias. Voltem a descobrir os bons assuntos.

só uma dica.

Tiago disse...

Tão vendo? Cerveja não é só pra ser bebida, é pra ser degustada.

Eu sempre disse isso.

;P

Taciana Góes disse...

Me deu água na boca!Parabéns pelo blog meninos
Estou me aperfeiçoando na gastrô!
beijo graNDE

Eliza Brito e Lucas Lima disse...

A gente sempre está em busca de novidades, principalmente aquelas que, normalmente, não são exploradas na grande mídia. Mas não há porque não tratar também dos restaurantes "de circuito", como chamo. As assessorias ajudam bastante e acho legal também divulgar os restaurantes que estão chegando, promoções, cardápios novos...

Sem dúvidas não queremos virar um blog ctrl c/ctrl v de releases, e ser pautado apenas pelas assessorias. Isso é apenas uma parte do trabalho.

E não se preocupe. Nossa grande vontade é desvendar a gastronomia de Pernambuco, independente de qualquer coisa. Dicas e sugestões de lugares, além de críticas como essa, são sempre legais.

Abs,
Lucas

Eliza Brito e Lucas Lima disse...

Faço das palavras de Lucas minhas palavras, mas queria dizer que agradeço pela crítica. Precimos disso mesmo pra melhorar sempre.
:)

Eliza

Anônimo disse...

Ei meninos, acordem....
Concordo com a "amante da gastrô", nada de se render ao lugar comum. Vão em frente, diminuam as NOTAS RELEASES, os textos e os lugares "inexplorados" são o forte do blog de vocês....
Abs,
Carlinha

Anônimo disse...

PArabéns pelo Blog! Adorei esse texto sobre as cervejas que ainda estão por vim... Deu água na boca! E parabéns também por nos mostrar as malharavilhas de locais explorados e inexplorados!!
Adoro esse blog!
Um "Xero"!
Crisinha