sexta-feira, 3 de julho de 2009

Em busca do peso perfeito

Por Lucas Lima
Imagem: Reprodução

Eliza vive dizendo que precisa perder peso. Entrei na onda dela. Nem acho que a balança esteja dizendo um impropério quando mostra os meus 70 e poucos quilos. Mas chegar a esse patamar é estranho, principalmente quando a região abdominal começa a mostrar o sinal do desleixo. O que fazer? Academia diariamente e uma alimentação mais balanceada. Até porque regime está fora dos meus planos.

Então, para continuar a saga de Eliza por lugares de comida leve, decidimos visitar o Sopa Quente. O local foi inaugurado em 1991, e há cinco anos ocupa uma singela casa na Rua Capitão Rebelinho. Quase não se nota a placa na frente, mas às 19h já está quase lotado, mesmo sendo uma terça-feira, dia de nossa visita.

Como o nome diz, a casa é especializada no caldo difundido a partir da Europa. São 35 opções, como canja, brócolis, peixe, cebola, caldo verde, palmito e feijão com macarrão. Provamos a de abóbora com frango, e essa ainda pode vir acompanhada por queijo gorgonzola ou camarão. Cada porção custa entre R$ 8,50 e R$ 14, e serve bem duas pessoas.

Ainda é possível acrescentar alguns itens à sopa, como queijo ralado, bacon, calabresa e charque. Torradas e cesta de pão podem fazer às vezes de acompanhamento.

Serviço
Rua Capitão Rebelinho, 735, Pina – Recife
Funciona de terça a domingo, das 18h às 24h
Só aceita dinheiro

2 comentários:

Liriana disse...

Peraê, meu povo, sopa leve com gorgonzola, calabresa, bacon e torradas? É melhor uma pizza.

Cacimba de Letras disse...

é só não unir tudo isso, né? e o importante é cortar o possível para manter a forma, mas não dá para ser infeliz gastronomicamente falando!