sexta-feira, 5 de março de 2010

Na cozinha com Gilberto Freyre

Por Lucas Lima
Imagem: Cacimba de Letras

Depois de muito tempo, e de Eliza muito pedir o livro de volta, li Açúcar, de Gilberto Freyre. Ela já falou da publicação aqui, então dessa vez serei pontual sobre o cerne e falarei de uma das receitas, a do pudim de bem-casados. Há tempos não entrava na cozinha para fazer algo além de comer, então decidi colocar a tal receita em prática.

O pudim parece super simples de fazer. Muita açúcar [800g] em ponto de pasta, ovos em abundância [seis inteiros e outras seis gemas], 250g de manteiga, 250g de farinha de trigo e 2 xícaras de leite de coco. Bem básico. No livro, a explicação para fazê-lo é:

“Bate-se o leite de coco com manteiga, e, em outra vasilha, batem-se 6 gemas de ovo, misturando, em seguida, o leite de coco e manteiga. Junta-se depois a farinha ao mel frio em ponto de pasta. Mistura-se então os 6 ovos restantes inteiros e leva-se ao forno em formas forradas de manteiga”.

Para quem não sabe, o açúcar em questão deve ser levado ao fogo baixo até parecer uma pasta. Acho que mantive o ingrediente em uma temperatura muito alta, e acabei tendo problemas na hora de misturar com a farinha – ainda bem que as bolotinhas que ficaram derreteram no forno.

A consistência do pudim lembra mais um bolo, mas o sabor é muito parecido com o pudim tradicional. Fiquei morrendo de medo de não prestar, mas o povo daqui de casa comeu tudo em menos de 24h! Aprovado, então! Ah, comê-lo quente com um queijo por cima... Ummmmmm!

Nenhum comentário: